Categorias
Blog

Guia Covid-19 para o designer freelancer

A pandemia de Covid-19 afetou o designer freelancer de maneiras muito diferentes.

Para um tipo de designer freelancer, na covid-19, o trabalho aumentou com a corrida ao marketing digital e a súbita urgência em ter boas redes sociais e presença digital.

Para outros, os eventos que foram cancelados, os pequenos negócios que fecharam portas, e os materiais impressos que já não se justificaram imprimir, trouxeram uma quebra grande no volume de trabalho.

Qual deles foste?

O efeito no teu trabalho dependeu de dois fatores:

  1. da área dos clientes com quem trabalhas;
  2. do tipo de trabalho de design que fazes;

É inegável que a pandemia trouxe grandes transformações ao mercado.

E o trabalho em design não é excepção. Como é que um designer se prepara para o inesperado?

Faz contas à vida

Literalmente.

É muito importante saberes quais são as tuas obrigações mensais, ou seja, quanto custa a tua vida num mês normal:

Renda, Contas, Compras, Vícios, Lazer, Subscrições, Dependentes, etc. E não te esqueças de despesas anuais como seguros, domínios e alojamentos.

Fundo de Emergência. Tens um?

Se tens, avalia-o. Para quantos meses dá, no pior dos cenários?

Se não tens, mesmo que venham tempos difíceis, começa hoje a pôr algum dinheiro de lado.

É mesmo importante, como trabalhador independente, teres um fundo de emergência. Não só para pandemias (esperemos que não venham mais), mas para quando o carro ou o frigorífico avariam, ou quando há despesas de saúde que não contavas, por exemplo.

Caminhos alternativos

Se a perda de trabalho te está a causar ansiedade, começa a procurar caminhos para teres algum rendimento alternativo.

  • Vende imagens ou vectores;
  • Faz parcerias com outros freelancers;
  • Imagina novos projetos;
  • Procura novos clientes;
  • Procura trabalho remoto internacional;
  • Pondera usar plataformas de trabalho freelancer;

Fala com os teus clientes atuais

Pergunta aos teus clientes como é que os seus negócios estão a ser afectados pela pandemia. Assim, não só vais aprofundar a tua relação com eles, como podes trazer novas ideias para explorarem em conjunto, que possam ser boas para ambos — que revitalizem o negócio e te tragam trabalho novo.

A covid-19 não foi só má para o designer freelancer, pelo contrário. Numa altura como esta, um negócio melhorar a sua imagem e comunicação pode ser o elemento-chave que o faz sobreviver.

Cuida da tua saúde, física e mental

Trocas ideias e angústias com outros designers freelancers e com os teus amigos. Às vezes não notamos como estamos solitários até o partilharmos com outra pessoa. E claro que o tio Google é uma grande ajuda quando tens dúvidas, mas nada substitui perguntares a outra pessoa o que acha ou se te pode ajudar.

Medita, escreve, respira, ouve música — faz o que funcionar para ti, mas descobre uma maneira de fazeres uma pausa. Se estiveres de facto a passar por algo mais grave, procura ajuda profissional. Trabalhar sozinho, em casa, já é difícil, quanto mais durante uma pandemia e se perdeste parte dos teus rendimentos.

Faz exercício! — o nosso trabalho é estar sentados o dia inteiro. Contraria isso. Mexe-te. Faz bem ao corpo e à mente. Para mim este é o meu ponto fraco, porque prefiro Netflix ao tapete de ioga todos os dias e sei que sempre vou preferir. Admitir foi o primeiro passo para me obrigar a mudar, mas muitos dias ainda vacilo.

Nas redes sociais, segue só quem te motiva e te inspira. Nunca foi tão fácil, para o bem e para o mal, controlarmos a informação a que estamos expostos. É importante escolheres os canais de informação que consomes, não só nas redes sociais, mas as notícias do mundo — procura fontes verificadas e que apresentam factos sustentados. Duvida de conteúdo que provoque em ti reações extremas.


Este post sobre dedução de despesas tem como base a Dica do Freelancer #13, publicada a 2/11/2020 no instagram em @sofiarochaesilva