Categorias
Freelancing

4 técnicas de gestão do tempo

Há muitas técnicas diferentes de gestão do tempo. Aqui encontras 4 métodos populares tested and aproved.

Estas técnicas de gestão do tempo são óptimas para ti se tens dificuldade em fazê-lo ou se a tua estratégia habitual já não está a resultar. Experimenta-as a todas, se for preciso! Assim, podes observar se alguma tem resultados na tua produtividade.

Pomodoro

O método do tomate mede o tempo em tomates. Em temporizadores de cozinha com forma de tomate, para ser mais precisa. Mas pode ser um temporizador qualquer.

A ideia é dividires o teu tempo em parcelas de 25 minutos (=1 pomodoro) e descobrires o quanto consegues fazer numa dessas parcelas, de concentração contínua.

Passados 25 minutos fazes um intervalo.

Para tarefas maiores, podes juntar várias parcelas de 25 minutos. Mediante o número de parcelas, tens de fazer intervalos maiores.

Se te concentraste durante 1 pomodoro, fazes um intervalo de 3 a 5 minutos. Se te concentraste mais do que 3 pomodoros seguidos, fazes um intervalo de 10 a 30 minutos.

Além disso, deves anotar o que te distrai, sempre que te sentes distraído. E, no fim, anotar quantos pomodori gastas em cada uma das tuas tarefas.

168 horas

Este método parte do número de horas que existe numa semana, para toda a gente, mas nem todos as usamos da mesma forma.

Como decides usá-las?

A ideia principal do método das 168 horas é descobrires para onde vai o teu tempo semanal — desde trabalho, alimentação, tudo! — e assim ajustares os blocos para a semana seguinte ser mais produtiva.

Por exemplo, numa semana:

8 horas x 7 dias = 56 horas a dormir
2 horas x 7 dias = 14 horas a cozinhar e a comer

168 horas (total) – 56 horas – 14 horas = 98 horas que sobram

Se trabalhares 8 horas por dia, são outras 56 horas.

98 horas – 56 horas = 42 horas

Neste caso sobram 42 horas (6 horas por dia). O que fazes com elas? Para onde está a ir o teu tempo semanal?

Descobre e adapta para que a próxima semana seja melhor.

Matriz Importante/Urgente

Esta técnica de gestão do tempo consiste em desenhar uma tabela 2×2 onde escreves importante, não-importante, urgente e não-urgente.

Ou seja, obriga-te logo a fazer uma reflexão sobre o que deves fazer primeiro.

Assim, divides as tuas tarefas da semana nesses quadrantes:

Q1: urgente e importante
Q2: não-urgentes mas importantes
Q3: urgentes mas não-importantes
Q4: não-urgentes nem importantes

Matriz urgente importante técnicas de gestão do tempo

Engolir o sapo

O nome deste método de gestão do tempo vem de uma frase do Mark Twain que diz Eat a live frog the first thing in the morning and nothing worse will happen to the rest of the day, ou seja, come um sapo vivo logo pela manhã e nada pior vai acontecer no resto do teu dia.

Portanto, o método de engolir o sapo pede que faças a coisa mais difícil e mais importante logo de manhã — porque é aquela que mais te custa fazer e para à qual vais ter tendência a procrastinar.

Tens de começar por ela.

Assim, o resto do teu dia e das tarefas vão ser fáceis.


Este post sobre técnicas de gestão do tempo para freelancers tem como base a Dica do Freelancer #8, publicada a 6/9/2020 no instagram em @sofiarochaesilva